Ministro da Cultura do Burkina Faso excluído do seu partido

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) - O ministro burkinabe da Cultura e Turismo, Tahirou Barry, foi excluído domingo do Partido para o Renascimento Nacional (PAREN), a sua formação política.

Segundo um comunicado do partido, Barry que liderava o partido, foi substíduido domingo durante o congresso da formação política por Pouswendé Michel Beré, um engenheiro informático de 41 anos de idade.

Barry ficou na terceira posição com três porcento dos votos nas presidenciais de 2015. Membro da maioria presidencial, foi nomeado na equipa governamental para chefiar o departamento da Cultura.

Desde então, as relações entre o jovem ministro e o fundador do seu partido, Laurent Bado, tornaram-se tensas.

"Por ter sido eleito a 27 de junho de 2010, o seu mandato terminou a 27 de junho de 2015, data para além da qual a sua investidura prescreveu em direito. Até porque ele fez o direito e teve mesmo a sorte de eu lhe ter ensinado acima referido", explicou o fundador do partido, o professor de direito Laurent Bado.

Sublinhou também que Barry tentou enviá-lo à reforma política.

-0- PANA NDT/BEH/MAR/IZ  31jul2017

31 Julho 2017 16:25:22


xhtml CSS