Militares pró-Gbagbo apelam para mobilização de tropas na Côte d'Ivoire

Abidjan, Côte d'Ivoire (PANA) – Militares pró-Gbagbo apelaram este sábado, nas antenas da Rádio Televisão Ivoiriense (RTI)   para a mobilização dos seus apoiantes.

Após a retomada dos programas da RTI, um tenente-coronel, ladeado de outros soldados, ao ler um comunicado, pediu a todas as forças em presença (marinheiros, polícias, aduaneiros, agentes das águas e florestas, gendarmes, militares) para se juntarem às cinco unidades baseadas em Abidjan.

Estas Forças de Defesa e Segurança /FDS) acusaram a Operação das Nações Unidas na Côte d'Ivoire (ONUCI) e Licorne de França, bem como soldados provenientes da sub-região de ser os autores dos ataques contra as suas posições.

« As posições das FDS foram atacadas por multidões de combatentes obsoletos, apoiados nomeadamente pelas forças da Operação das Nações Unidas na Côte d'Ivoire (ONUCI) e da Licorne », declarou o tenente-coronel .

Ele reafirmou igualmente a sua determinação a defender « até ao final Laurent Gbagbo (Presidente cessante ivoiriense) e a Côte d'Ivoire ».

« As FDS reafirmam igualmente a sua determinação a cumprir com  o seu dever real de proteção das pessoas, dos bens e das instituições da República da Côte d'Ivoire », acrescentou.

Violentas ofensivas lançadas pelas forças pró-Alassane Ouattara, que controlam quase a totalidade das cidades do país, atingiram o seu apogeu com a batalha de Abidjan de quinta-feira à noite.

Alassane Ouattara, eleito Presidente da Còte d'Ivoire e reconhecido como tal pela comunidade internacional, exige a demissão de Gbagbo, agarrado à cadeira presidencial.

Até agora, é  difícil afirmar qual dos dois campos controlam a situação no entanto, enquanto isto, as populações aterrorizadas permanecem fechadas nas suas casas.

-0- PANA GB/JSG/FK/DD 2abril2011



02 Abril 2011 15:24:06




xhtml CSS