Milhões de Sulfricanos comemoramo Dia Mundial da SIDA

Cidade do Cabo- África do Sul (PANA) -- Milhões de Sulafricanos assinalaram,Domingo,o Dia Mundial da SIDA com marchas, orações e comícios para chamar atenção à gravidade da pandemia num dos países mais afectados do mundo.
Milhares de outras acenderam velas por todo país para comemorar a ocasião.
Num dos maiores eventos do país, 15,000 pessoas assistiriam a uma cerimónia do Dia da SIDA em Kimberly, que foi orientada pelo Vice-presidente Jacob Zuma.
"Estamos todos a viver com a doença e afectados por ela de várias formas.
Deveríamos contudo juntarmo-nos à campanha para combater a estigmatização, e parar com a descriminação e marginalização contra aqueles que estão infectados e as suas famílias", disse Zuma.
"A erradicação do estigma à volta da doença vai ajudar no encorajamento das pessoas a revelarem o seu estado.
Vai igualmente incentivar a campanha de prevenção e torná-la mais fácil para que os infectados possam procurar tratamento", acrescentou.
Um orfanato sedeado em Johanesburgo enterrou as cinzas de 17 bebés que morreram de doenças relacionadas com a SIDA enquanto milhares de activistas marchavam pelas ruas a cidade.
Cerca de 12,000 convidados juntaram-se às celebrações num concerto de gospel dedicado ao HIV/SIDA no Alexandra Stadium, próximo de Johanesburgo.
O programa incluiu actuações dos famosos artistas Sulafricanos Vuyo e Jabu, e os cantores de gospel Lundi e Kholeka: O lendário pugilista Sulafricano Baby Jake Matlala e os seus colegas do Sports Heroes Walk Against AIDS(Heróis do Desportos Marcaham contra a SIDA) alertaram que mais de 10 milhões de Sulafricanos poderão perder as suas vidas até ao ano 2010 como resultados do HIV/SIDA, se não forem considerados seriamente os métodos de prevenção.
Falando para mais de 5,000 pessoas em Beaufort West, os mebros do Sports Heroes Walk Against AIDS que inclui Matlala, a ex- futebolista nacional sénior feminino Desiree Ellis, as estrelas de maratona Zithulele Sinqe e Josiah Thungwane, a capitã da equipa Sulafricana de cricket Cindy Eksteen; a estrela de rugby Mac Masia e o campeão mundial de karate Shane Dorfman, distribuíram planfletos para consciencialização sobre a SIDA, preservativos e auto-colantes para realçar o perigo do maior inimigo do país contra a saúde.
"O grupo The Sports Heroes Walk Against AIDS marchou mais de 800 km a partir do Soweto( a 21 de Novembro) para Beaufort West, e continuará o seu trajecto até a Ciade do Cabo( 8 de Dezembro) para angariar fundos para os cinco ofanatos da SIDA já identificados", disse Matlala.
"Enquanto modelos do desporto mundial, esperamos que a nossa mensagem em que descrevemos o preigo do HIV/SIDA seja levada a sério, através da prática de sexo seguro com o uso de preservativos, e de preferência manter relações sexuais com um reduzido número possível de parceiros, por forma a limitar as hipóteses de contrair a doença do HIV/SIDA".
Os orfanatos da SIDA de Bethesda Home e Takalani Home(ambos no Soweto), Mohawu Home(Pretória), Sparrow Ministries(Roodpoort) e Beuatiful Gates(Cidade do Cabo) benficirão financeiramente dos fundos angariados pela campanha do Sports Heroes Walk Against AIDS.

02 Dezembro 2002 12:19:00


xhtml CSS