Milhares de trabalhadores descontentes manifestam-se na África do Sul

Cidade do Cabo, África do Sul (PANA) - Milhares de trabalhadores em greve marcharam pelas artérias das principais cidades da África do Sul, esta quarta-feira, para exigir melhores condições de trabalho.

A Confederação das Centrais Sindicais da África do Sul (SAFTU) declarou que o salário mínimo garantido proposto pelo Governo constitui uma "feroz declaração de guerra" à classe operária.

Segundo os termos da lei proposta, os trabalhadores vão ganhar um mínimo de dois dólares americano por hora.

"Os trabalhadores em particular levam a cabo  uma campanha contra esta feroz declaração de guerra da classe dirigente dos monópoles capitalistas brancos que tentam fazer passar estas novas leis no Parlamento, o que vai aumentar a pobreza e ameaçar o direito constitucional dos trabalhadores à greve", indica o memorando da SAFTU entregue ao Governo.

-0- PANA CU/AR/ASA/BEH/MAR/IZ 25abril2018

25 Abril 2018 19:23:23


xhtml CSS