Médicos protestam em Nouakchott

Nouakchott, Mauritânia (PANA) - Várias centenas de médicos e especialistas mauritanos em greve há mais de um mês manifestaram-se terça-feira frente diante do Centro Hospitalar Nacional (CHN) de Nouakchott, o maior desta cidade capital mauritana, constatou a PANA no local.

Ostentando misturas vermelhas como sinal de protesto, os membros deste pessoal da saúde fizeram um anúncio e reiteraram as suas reivindicações, defendendo um espírito de abertura com vista a encetar negociações com o Governo.

Dahya Mohamed, secretário-geral do sindicato dos especialistas, encarregue de coordenar a greve, anunciou que, se o movimento prosseguir, poderá implicar uma centralização de emergências só num único hospital nos próximos dias.

Os grevistas exigem a adoção de um estatuto especial em benefício do pessoal de saúde, um aumento dos salários, a gratuidade dos cuidados médicos nos estabelecimentos públicos, a disponibilização de medicamentos de qualidade a preços uniformizados, bem como o fim do tratamento especial a favor de especialistas estrangeiros.

-0- PANA SAS/BEH/DIM/DD 06junho2018

06 Junho 2018 10:48:49


xhtml CSS