Médicos em greve de 24 horas em hospitais públicos do Burkina Faso

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – O Sindicato dos trabalhadores da Saúde Humana e Animal (SYNTSHA) iniciou, esta quarta-feira, uma greve de um dia em todos os hospitais públicos do Burkina Faso, em apoio a um dos seus membros que devia comparecer no mesmo dia diante de um juiz por "não assistência a pessoa em perigo", em 2012, constatou-se no local.

Um agente sanitário foi dispensado em 2012 na sequência da morte de uma mulher grávida por falta de tratamentos, enquanto o setor sanitário estava em greve.

Para o Sindicato dos Agentes da Saúde, esta paralisação do trabalho visa obrigar as autoridades a anular o julgamento contra o seu colega, um pedido que entretanto "não terá seguimento", segundo o ministro da Saúde, Nicolas Méda, que afirma que a justiça é independente.

Os centros de saúde funcionam de forma desacelerada desde meia-noite, porquanto o Governo decretou requisições e recorreu aos agentes da saúde do Exército.

-0- PANA NDT/JSG/FK/IZ 31jan2018

31 Janeiro 2018 13:46:12


xhtml CSS