Mauritânia dirige órgão subsidiário da CCD

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- A Mauritânia foi eleita para presidir ao órgão subsidiário para a execução da Convenção das Nações Unidads para a Luta contra a Desertificação (CCD) anunciou, terça-feira, o ministro do Desenvolvimento Rural e do Ambiente, Mahmoud Ould Valili Ould Abidine.
Segundo o ministro, a eleição da Mauritânia durante a recente reunião de Havana, em Cuba, foi tornada possível graças ao apoio dos ministros africanos do Grupo-77 e da China.
Esta eleição é considerada, em Nouakchott, como "um prémio" para os esforços realizados há vários anos pela Mauritânia na luta contra o avanço do deserto, a protecção do ambiente e o desenvolvimento sustentável.
O órgão vai reunir-se para avaliar a aplicação da Convenção no continente africano em 2004, e em 2005 para o que diz respeito aos outros continentes.
Além disso, Ould abidine, revelou que a reunião adoptou a "Declaração da Havana", que reafirma a necessidade da aplicação desta convenção através de financiamentos adequados tendo como objectivo a realização de alguns projectos.
Estimou que os projectos em causa deveriam conceder uma atenção particular ao continente africano, vítima dum avanço rápido e espectacular do deserto e dum período persistente de seca.

10 Setembro 2003 21:26:00


xhtml CSS