Maurícias pretendem prevenir doenças com fortes riscos de pandemia

Port-Louis- ilhas Maurícias (PANA) -- As ilhas Maurícias vão criar um centro para reforçar a vigilância, a detecção e o controlo das doenças com fortes riscos de pandemia, tais como a chikungunya, a dengue e a gripe A (H1N1), soube sexta-feira a PANA de fonte oficial.
A estratégia a adoptar pelo Ministério da Saúde visa garantir que as autoridades sanitárias estejam em estado de alerta preventivo máximo, dispondo dum pessoal formado e de um protocolo de intervenção, explicou um governante à saída duma reunião do Conselho de Ministros.
Segundo a mesma fonte, as autoridades sanitárias deverão dispor igualmente de regras gerais bem estabelecidas e de procedimentos operativos padrão, a fim de responder com prontidão ao surto de qualquer epidemia susceptível de representar uma ameaça para a ilha.
Esta estratégia, prosseguiu, vai permitir também planificar e coordenar os programas e serviços disponíveis e desenvolver, ao mesmo tempo, uma política e regras para prevenir e controlar as doenças transmissíveis.
Será igualmente possível, graças a esta estratégia, melhorar o tratamento das doenças transmissíveis através da pesquisa e dos programas de desenvolvimento, precisou.

07 Novembro 2009 12:54:00


xhtml CSS