Maurícias celebram Dia Internacional Crioulo

Réduit, Maurícias (PANA) - As ilhas Maurícias celebram com diversas atividades esta segunda-feira a 30.ª edição do Dia Internacional Crioulo sob "A língua crioula nas Maurícias: o que foi feito, o que é feito e o que será feito", constatou a PANA no local.

Durante a cerimónia oficial, organizada na Universidade das Maurícias, em Réduit, no centro do país, o ministro das Artes e Cultura, Mookhesswur Choonee, recordou os numerosos projetos realizados pelo Governo a favor dos Crioulos que constituem cerca de 25 porcento dos cerca de um milhão e 300 mil habitantes da ilha.

Choonee citou, nomeadamente, a instituição da Comissão Justiça e Verdade, a criação de escolas da Zona de Educação Prioritária (ZEP), a introdução da língua crioula na escola, o apoio concedido aos pequenos empresários, a criação da “Creole Speaking Union” e do Centro Nelson Mandela para a cultura africana e crioula, para o reconhecimento e a promoção da língua e da cultura crioulas na ilha.

Os Crioulos das Maurícias são descendentes de escravos trazidos à ilha a partir de Moçambique, Madagáscar e outros países africanos no século XVII para cultivar a cana de açúcar.

A maioria dos Crioulos vive ainda na pobreza, nos subúrbios das cidades maurícias.

-0- PANA NA/JSG/CJB/IZ 28out2013

28 Outubro 2013 13:20:01


xhtml CSS