Marrocos quer recuperar bens arqueológicos apreendidos em França

Rabat- Marrocos (PANA) -- O ministro marroquino da Cultura, Mohamed Achaâri, anunciou que o seu país vai tomar medidas para recuperar mais de 17 mil peças apreendidas em França.
"Marrocos quer recuperar os objectos apreendidos pela Alfândega francesa e lançará os procedimentos de recuperação, apesar de eles serem complicados e exigir muito tempo para alcançar este objectivo", declarou o governante marroquino citado pelo jornal "Al Ittihad Al Ichtiraki" na sua edição de fim-de-semana.
Destes objectos, apreendidos entre Novembro e Dezembro pela Alfândega francesa, figuram um maxilar dum dinossauro marinho, insectos de mais de 250 milhões de anos, assim como cabeças de tartarugas e de crocodilos de 60 milhões de anos.
Várias estatuetas, cerâmicas e jóias malianas de mil e 500 anos antes de Jesus Cristo fazem igualmente parte dos objectos apreendidos pela Alfândega francesa.
O ministro da Cultura afirmou que Marrocos vai dotar-se duma Polícia especializada na protecção do património arqueológico do reino.

02 Janeiro 2006 13:02:00


xhtml CSS