Manu Dibango condecorado pela Academia Charles Cros

Paris- França (PANA) -- O famoso músico camaronês, Manu Dibango, recebeu quinta-feira, em Paris, o prémio "in honorem" da Academia Charles Cros, que recompensa anualmente intérpretes pelo conjunto das suas obras, soube-se de fonte autorizada na capital francesa.
Septuagenário e pai da "Soul Makossa", Manu Dibango, um dos artistas africanos mais famosos, vê assim os seu palmarés enriquecidos com um prémio prestigioso concedido no quadro da 56ª edição dos prêmios Charles Cros.
Dezassete outros cantores em disco, DVD e produtores de emissões audio foram também distinguidos na ocasião.
A Radio France, que albergou o evento, viu a sua colecção recompesada pelo grande prémio da palavra registada.
A Academia Charles Cros fecha assim a sua estação de prémios, iniciada em Março passado pela literatura e seguida pela música em Outubro.
A Academia foi criada em 1947 para homenagear Charles Cros, poeta, inventor e autodidacta francês, falecido no anonimato, em 1888.

13 Novembro 2003 22:43:00


xhtml CSS