Manifestação em Paris para intervenção da ONU em Darfur

Paris- França (PANA) -- Cerca de 500 pessoas manifestaram-se no fim- de-semana passado em Paris a favor duma intervenção das forças das Nações Unidas em Darfur, província ocidental do Sudão confrontada com uma grave crise militaro-humanitária, constatou a PANA no local.
Pronunciando slogans hostis ao Presidente sudanês Omar El-Béchir, os manifestantes deploraram "a passividade da comunidade internacional", apelando-a para agir com vista a "pôr termo ao genocídio em curso em Darfur".
"Esta manifestação constitui um acto de solidariedade de todas as associações federadas no colectivo Urgência Darfur.
Queremos chamar a atenção sobre o futuro do povo de Darfur vítima de crimes de guerra, contra a humanidade e de massacres de genocídio", declarou à PANA Bernard Schalscha, um dos organizadores desta manifestação.
Precisou que cerca de 350 Sudaneses refugiados em França vieram em carros especiais para participar nesta manifestação, sublinhando o interesse do número "cada vez mais" importante de Franceses por Darfur.
"Organizámos a vinda a Paris de refugiados de Darfur em França a fim de mostrar ao Franceses as consequências desta guerra que obriga tantas pessoas a fugir do seu país", prosseguiu, Schalscha, apelando a manter a pressão sobre o Governo sudanês.
"O Governo sudanês indicou que aceita o envio a Darfur de três mil e 500 capacetes azuis ao lado da Força da União Africana.
Consideramos insuficiente.
É preciso manter a pressão sobre o Presidente sudanês El-Béchir e o seu aliado chinês para obter a aplicação integral da resolução 1706 do Conselho de Segurança", disse Schalscha.

30 Abril 2007 09:48:00




xhtml CSS