Mali precisa de $ 8 milhões para reabilitar património cultural

Bamako, Mali (PANA) – O Mali precisa de oito milhões de dólares americanos (cerca de quatro biliões de francos CFA) para garantir a reabilitação total do património cultural destruído pelos terroristas islamitas na região norte do país, soube a PANA quarta-feira junto do Ministério da Cultura.

No quadro do seu programa Quick Impact Project ou Projeto de Impacto Rápido,  a Missão Multidimensional de Apoio das Nações Unidas ao Mali (MINUSMA) vai financiar brevemente a reabilitação de quatro bibliotecas da cidade de Tombouctou, na sequência da avaliação realizada pelo Ministério da Cultura e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) após um ataque suicida em setembro último.

O primeiro conselheiro político da Delegação da União Europeia no Mali, Bielecki Adrezi,  anunciou sábado passado em Tombouctou, durante a cerimónia de lançamento das obras de reconstrução do património cultural destruído, que além da reconstrução dos mausoléus a UE vai retomar grandes obras, nomeadamente a reconstrução de 565 quilómetros de estrada entre Tombouctou e Niono.

As obras deste eixo rodoviário vão retomar no segundo trimestre deste ano de 2014 para terminar em 2016.

O programa de reconstrução do património cultural das províncias do norte do Mali foi concebido em conformidade com o plano elaborado pela UNESCO em colaboração com o Governo maliano através das missões de avaliação em Tombouctou e em Gao.

O conflito lançado em janeiro de 2012 no norte do Mali pelos terroristas islamitas está na origem da destruição dos monumentos na região.

-0- PANA GT/JSG/FK/TON  19março2014

19 Março 2014 16:02:04


xhtml CSS