Mali lança nova vertente do projeto GIPD

Bamako, Mali (PANA) – O Ministério maliano da Agricultura lançou quinta-feira em Bamako uma nova vertente do projeto Controlo Integrado da Produção e das Pragas (GIPD) com vista a "contribuir para a competitividade e a intensificação duradoura do setor africano de produção de algodão através do desenvolvimento das capacidades", soube a PANA de fonte oficial.

Este projeto com uma duração de quatro anos será executado conjuntamente com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) e tenciona contribuir para o melhoramento duradouro da competividade do valor acrescentado, da viabilidade do setor africano de produção do algodão de modo a maximizar o impacto sobre o rendimento dos produtores.

Desenvolve igualmente as capacidades locais nos sistemas africanos de produção de algodão para favorecer uma intensificação agrícola duradoura, reduz os riscos ligados aos pesticidas químicos de síntese e melhora as condições de vida dos produtores.

O projeto procura conciliar a tecnicidade, a produtividade e a competitividade.

De um custo global de 2,5 milhões de euros (cerca de 1,6 bilião de francos), o projeto abrange o Burkina Faso, o Mali, o Senegal, a Tanzânia e a Zâmbia.

Há 10 anos, a abordagem GIP desenvolvida pela FAO baseia-se na promoção da produção do algodão no Mali.

-0- PANA GT/JSG/IBA/CJB/IZ 20jun2013

21 Junho 2013 14:02:18


xhtml CSS