Mali e Mauritânia saúdam intervenção franco-africana no norte maliano

Nouakchott, Mauritânia (PANA) - Os Presidentes mauritano e maliano, Mohamed ould Abdela Aziz, e Dioncounda Trtaoré, respetivamente, saúdam "a intervenção das tropas franco-africanas com vista a restaurar a soberania e a integridade territorial, ameaçadas por grupelhos terroristas baseados no norte do Mali".

Esta satisfação foi expressa num comunicado conjunto divulgado no termo duma visita de trabalho e de amizade do Presidente Dioncounda Traoré a Nouakchott, a capital mauritana.

O Mali e a Mauritânia concordaram, por outro lado, em "reforçar a cooperação entre as forças armadas e de segurança respetivas através de encontros periódicos, de uma troca de informações e de uma concertação estreita entre os dois Estados-Maiores".

Os dois chefes de Estado decidiram já não tolerar, nos seus territórios respetivos, a presença de nenhum grupo armado ou terrorista, potencialmente destabilizador para um ou para outro.

Retirada da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) desde 1999, a Mauritânia não participou na guerra de libertação do norte do Mali lançada em janeiro último.

Fronteiriça do Mali numa extensão de mais de dois mil quilómetros, a Mauritânia acolhe igualmente várias dezenas de milhares de refugiados tuaregues e dirigentes do Movimento Nacional de Libertação do Azawad (MNLA, grupo rebelde maliano).

-0- PANA SAS/TBM/IBA/CJB/DD     11mar2013

11 Março 2013 18:13:19


xhtml CSS