Malawi prevê melhoria nas colheitas com o fim da seca

Lilongwe- Malawi (PANA) -- O governo do Malawi anunciou o fim do pior período de fome que afectou 3,6 milhões de pessoas no país, com a chegada das chuvas.
Segundo estimativas do Ministério da Agricultura, depois da queda das recentes chuvas, o Malawi espera colheitas superiores a 2 milhões de toneladas de milho e 2,3 milhões de toneladas de outros cereais.
Esta previsão representa um aumento de 31 por cento na produção com relação a colheita do ano passado.
O Malawi, que enfrenta a sua pior crise alimentar, prevê um aumento de alimentos e colheitas durante a época de 2002/2003, comparativamente aos últimos anos, disse à PANA a Secretária para Agricultura, Adriana Mchiela.
Adriana Mchiela adiantou que haveria também um aumento de 14 por cento na produção de arroz, representando 105 mil toneladas métricas.
Apesar das previsões optimistas de produção de milho, Mchiela disse que algumas áreas iriam enfrentar uma crise alimentar devido a enchentes ou a períodos secos prolongados que afectam as colheitas, especialmente as de milho.
Dados oficiais indicam que as cheias destruíram 25.
604 hectares de diversas colheitas.
Entretanto, o governo está a procura de comerciantes para comprar 50 mil toneladas de milho das 255 mil toneladas em reservas estratégicas visando criar espaço para um novo "stock" em Abril.
O Malawi prevê ainda boas colheitas de algodão e tabaco este ano.

23 Fevereiro 2003 12:27:00


xhtml CSS