Liga Árabe enaltece capacidade de envolvimento da União Africana

Sirtes- Líbia (PANA) -- O secretário-geral da Liga Árabe, Amr Moussa, disse segunda-feira em Sirtes que a União Africana (UA) tornou-se num "sistema capaz" de lidar com os problemas que o continente enfrenta.
Moussa citou particularmente o papel da UA na resolução de conflitos no continente, lembrando que a paz e a segurança são vitais para o crescimento e desenvolvimento de um povo, de um país ou de uma região.
Moussa falava em Sirtes na sessão de abertura da quinta cimeira ordinária dos chefes de Estado da UA convocada para 4 a 5 de Julho  na cidade natal do líder líbio Muamar Kadafi.
O responsável máximo da Liga Árabe prometeu o engajamento da sua organização para trabalhar com África no prosseguimento dos   Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, sublinhando que mais de dois terços da população árabe estão em África.
Este facto, disse, exige uma "maior consolidação" dos acordos afro- árabes para o benefício mútuo dos dois povos e declarou que a Liga árabe e a UA concordaram em promover o turismo e o comércio entre os dois blocos.
Por seu turno, o presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, Mahmud Abbas, disse que o seu território e o seu povo "estimam muito África" pelo seu apoio à luta palestiniana.
"Apreciamos a solidariedade do povo africano para com os palestinos que sofrem a agressão e o expansionismo  de Israel", afirmou.
Saudou igualmente o desenvolvimento institucional da UA, citando nomeadamente a criação do Conselho de Paz e Segurança, do Parlamento Panafricano, do Tribunal de Justiça e a promoção da democracia assim como os incessantes esforços para pôr termo aos conflitos e melhorar o caminho para o desenvolvimento do continente.
Abbas disse que o povo palestiniano aceitou uma solução negociada com o governo israelita na busca da paz e do progresso.

05 Julho 2005 15:10:00




xhtml CSS