Líderes oeste-africanos voltam a discutir crise na Gâmbia na Nigéria

Abuja, Nigéria (PANA) – O Presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, e outros líderes oeste-africanos discutem esta segunda-feira em Abuja sobre o impasse político na Gâmbia, soube-se de fonte ocicial no local.

O Presidente Buhari fez este anúncio à imprensa no termo duma reunião à porta fechada com estes líderes sábado último em Accra, no Gana, pouco após o emposse do novo Presidente ganense eleito, Nana Akufo-Ado.

« A reunião vai continuar esta segunda-feira em Abuja », declarou simplesmente o Presidente nigeriano num comunicado à Autoridade da Televisão Nigeriana retomado por um correspondente da PANA.

O ministro nigeriano dos Negócios Estrangeiros, Geoffrey Onyema, confirmou igualmente à imprensa que este encontro vai continuar segunda-feira, devido às notícias preocupantes provenientes da Gâmbia.

Daí, prosseguiu, a necessidade para os líderes de se reunirem de novo em Abuja.

A crise política iniciou-se na Gâmbia quando o Presidente cessante,Yahya Jammeh, que, depois de reconhecer a sua derrota nas eleições presidenciais de 1 de dezembro último no seu país, após 22 anos no poder, rejeitou os resultados eleitorais reclamando pela organização dum novo escrutínio por uma «Comissão Eleitoral temente a Deus e independente ».

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEOA) institiu tanto para  Jammeh entregar o poder ao novo Presidente gambiano eleito, Adama Barrow, no fim do seu mandato a 19 de janeiro de 2017.

Face a incertezas, a CEDEAO designou, durante a sua cimeira a 17 de dezembro de 2016 em Abuja, o Presidente Buhari medianeiro para a Gâmbia, coadjuvado pelo Presidente cessante do Gana, John Mahama.

Apesar de privilegiar uma transferência pacífica do poder na Gâmbia, a organização sub-regional oeste-africana não exclui um recurso a meios militares para tirar Jammeh do poder  caso este último continue a fincar o pé.

-0- PANA MON/VAO/FJG/JSG/FK/DD 9jan2017

09 janvier 2017 10:59:54




xhtml CSS