Líderes da CEDEAO na Gâmbia para mediação em crise pós-eleitoral

Banjul, Gâmbia (PANA) – Líderes da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) são esperados em Banjul, na Gâmbia, esta terça-feira, para negociações com o Presidente cessante, Yahya Jammeh, para o persuadir a retirar-se do poder após a sua derrota nas eleições presidenciais de 1 de dezembro último.

A Radiotelevisão Nacional Gambiana anunciou, segunda-feira à noite, que esta delegação liderada pela Presidente liberiana e em exercício da CEDEAO, Ellen Johnson Sirleaf, integra os seus homólogos nigeriano, Muhammadu Buhari; serraleonês, Ernest Bai Koroma; e guineense, Alpha Condé.

Jammeh reconheceu primeiro a sua derrota face ao líder da oposição, Adama Barrow, antes de recuar para rejeitar os resultados do escrutínio, afirmando que várias « irregularidades inaceitáveis »  mancharam o processo eleitoral.

Barrow obteve 222 mil 708 votos (43,29 porcento) contra 208 mil 487 sufrágios (39,6 porento), enquanto Mama Kandeh ocupou a terceira posição com 89 mil 768 votos (17,1 porcento).

A CEDEAO, o  Conselho de Segurança das Nações Unidas, a União Africana (UA), a União Europeia (UE) e os Estados Unidos  condenaram a reviravolta de Jammeh  e pediram a sua saída do poder.

-0- PANA MSS/MA/FJG/JSG/FK/IZ 13dez2016

13 ديسمبر 2016 16:52:50




xhtml CSS