Líderes africanos perspectivam apoiar Mundial de 2010

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- Os líderes africanos vão assumir um engajamento forte para a organização do primeiro Campeonato Mundial de Futebol no continente (na África do Sul) em 2010, quando se reuniram em Addis Abeba a 29 de Janeiro para asua cimeira anual, disse quarta-feira na capital etíope um alto responsável da União Africana (UA).
Bience Gawanas, comissário da UA para os Assuntos Sociais, afirmou que os chefes de Estado africanos, quando vão declarar 2007 Ano do Futebol Africano, vão dar um apoio ao Mundial de 2010.
O presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Sepp Blatter, é esperado domingo em Addis Abeba para o lançamento do Ano do Futebol Africano, que será marcado por um jogo cerimonial entre as selecções nacionais etíope e sul-africana dos Sub-15.
O Presidente sul-africano Thabo Mbeki e o primeiro-ministro etíope Meles Zenawi devem presenciar o lançamento ao lado de grandes personalidades desportistas da África, incluindo Roger Milla dos Camarões, Hossam Hassan do Egipto e Abede Pele do Gana.
"Os líderes dos 53 Estados membros da UA vão dedicar o seu apoio à África do Sul para que África continue a organizar o Mundial".
A África do Sul trabalha para o lançamento do projecto legado do Campeonato pós-mundial, que vai fazer com que o Mundial deixe uma marca indelével no continente, disse Gawanas.
A Etiópia propós o lançamento do Ano do Futebol Africano durante a cimeira da UA de Cartum, no Sudão, e a declaração foi adoptada.
Os líderes africanos devem lançar o Ano do Futebol na Etiópia para coincidir com o 50º aniversário da Confederação Africana de Futebol (CAF).
A CAF colocou o futebol africano no mapa mundial, de acordo com Gawanas.
Várias actividades, entre as quais seminários de formação para dirigentes do futebol, vão decorrer em todo o continente a fim de marcar o Ano do Futebol Africano.

24 Janeiro 2007 20:57:00




xhtml CSS