Líderes africanos discutem sobre integração da NEPAD na UA

Sirtes- Líbia (PANA) -- Os líderes africanos reuniram-se terça-feira em Sirtes para discutir sobre os últimos pormenores da integração da Nova Parceria para o Desenvolvimento de África (NEPAD) nos órgãos da União Africana (UA), com uma nova proposta para um tratado que estabelece a NEPAD como um órgão da Autoridade da UE a ser brevemente criada.
Os dirigentes africanos devem aprovar uma reorganização total dos principais órgãos que regem a estrutura da NEPAD, colocando uma equipa ministerial à frente da organização designada Conselho dos Directores, e fazendo do secretário executivo da organização um empregado da UA.
O presidente da Comissão da UA, Jean Ping, declarou aos líderes africanos que participavam na reunião do Comité de Aplicação dos Chefes de Estado da NEPAD em Sirtes, que o processo de integração da NEPAD nos órgãos da UA foi quase concluído e que restam apenas algumas dificuldades a superar.
Ele indicou que uma equipa de peritos designados para finalizar os pormenores da importação do Secretariado da NEPAD para os orgãos da UA concluiu que um novo tratado será necessário para designar a NEPAD como um órgão da Autoridade da UA, a ser declarado no fim da Cimeira de Sirtes.
A NEPAD foi criada como programa destinado a ultrapassar os desafios do desenvolvimento de África e foi considerada como uma mudança radical nas relações de África com os seus parceiros para o desenvolvimento.
Mas os ideais da NEPAD pareciam uma reprodução do trabalho da UA e uma campanha para a substituição do programa da NEPAD pela UA foi lançada.
A NEPAD visava consolidar ideais tais como a boa governação, a erradicação da pobreza e oferecia um elemento de avaliação paritária destinado a favorecer um progresso igual da democracia e da boa governação em África.
Falando durante a sessão de abertura da reunião do comité director da NEPAD, Ping declarou que a harmonização dos programas da NEPAD com as actividades da Comissão da UA se revelou mais difícil do que inicialmente previsto.
Os consultores quenianos que trabalharam na estrutura da NEPAD propuseram que se tornasse num órgão técnico da UA, cujo trabalho fosse traduzir as políticas de desenvolvimento social e económico da UA em projectos regionais e continentais, competindo assim à Comissão da UA cobri-la enquanto instância de tomada de decisões.
O presidente da Comissão da UA deplorou a lentidão da harmonização das actividades da UA e da NEPAD, acrescentando que "os progressos foram muito lentos".
"Para acelerar a integração da NEPAD na UA, promover um trabalho comum, a cooperação, a coordenação e reduzir as actividades que se cobrem, eu não pouparei nenhum esforço para que este processo seja rapidamente concluído", sublinhou.

30 Junho 2009 22:31:00




xhtml CSS