Líderes africanos discutem resolução de conflitos

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- Os Presidentes africanos abordaram em Addis Abeba a resolução dos conflitos que assolam o continente, ignorando a agenda da sua cimeira relativa às Novas Tecnologias da Informação e Comunicação (NTIC) como instrumentos de desenvolvimento.
Os conflitos na RD Congo (RDC), as próximas eleições no Sudão e a instabilidade em Darfur e no Sudão Sul foram os principais assuntos das discussões.
O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, exortou os líderes africanos a financiar correctamente a Comissão da União Africana (UA) para reforçar as suas capacidades de prevenção de conflitos.
Ele sublinhou que África deverá aproveitar as novas tecnologias para melhorar a qualidade dos serviços, dos quais a saúde, a educação e as operações bancárias.
"Os telefones móveis e as redes de alto débito estão a revolucionar o sector dos negócios, das operações bancárias, da educação e da saúde.
Isto deverá continuar.
Felicito esta cimeira por ter salientado as NTIC", declarou domingo Ban na cerimónia de abertura.
Ele saudou a atenção particular prestada pelos líderes africanos aos conflitos, afirmando que a ONU estava pronta para apoiar África para evitar os conflitos recorrentes.
"Sabemos que a prevenção é de longe mais eficaz do que a intervenção entre duas partes em conflito.
Por isso, a prevenção dos conflitos deverá estar no centro dos nossos esforços colectivos para a restauração da paz e da segurança em África", acrescentou.
O presidente da Comissão da UA, Jean Ping, abriu os debates sobre os conflitos em África com a avaliação dos "resultados discutíveis" de 2009.
"A persistência de alguns conflitos constitui um recuo.
A estabilidade em África está muito precária", declarou Ping no seu discurso de abertura da cimeira.

02 Fevereiro 2010 12:38:00




xhtml CSS