Líder líbio e Presidente beninense analisam preparativos da próxima cimeira da UA

Tripoli, Líbia (PANA) – O guia líbio Muamar Kadafi e o Presidente beninense Boni Yayi discutiram, segunda-feira à noite em Tripoli, sobre os preparativos em curso para a. próxima cimeira ordinária da União Africana (UA), agendada para  31 de janeiro em AddisAbeba, na Etiópia.

Os dois dirigentes evocaram várias questões de interesse comum, nomeadamente a situação política na Côte d'ivoire,  no âmbito da sua entrevista de segunda-feira última à noite inscrita no plano da coordenação e das consultas permanentes entre os dois dirigentes, segundo uma fonte oficial líbia.

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) conduziu, recorda-se, uma mediação na Côte d'Ivoire levada a cabo pelos Presidentes beninense Boni Yayi, serraleonês Ernest Bai Koroma e cabo-verdiano Pedro Pires. A UA enviou para Abidjan (Côte d'Ivoire o primeiro-ministro queniano, Raila Odinga, para encontrar uma solução para a crise pós-eleitoral neste país da África Ocidental.

No entanto, estas mediações fracassaram pois o Presidente ivoiriense cessante Laurent Gbagbo recusa-se a ceder o poder para Alassane Ouattara, declarado vencedor da segunda volta da presidencial de 28 de novembro último pela Comissão Eleitoral Independente e reconhecido Presidente legítimo da Côte d'Ivoire pela quase a totalidade da Comunidade Internacional.

A CEDEAO, que reconhece a legitimidade de Alassane Ouattara, pediu ao Presidente cessante Laurent Gbagbo para deixar o poder senão ele  será obrigado a fazê-lo pela força.

Para numerosos observadores, a crise ivoiriense pode, sem dúvida, dominar os trabalhos da próxima cimeira da UA à luz dos fracassos registados até agora pelas diversas missões de mediação.

-0- PANA BY/FA/TBM/CJB/DD    25jan2011

25 Janeiro 2011 18:50:08




xhtml CSS