Líder de partido sul-africano condena violência na Côte d'Ivoire

Cidade do Cabo, África do Sul (PANA) - « Os atos de violência gratuitos em Abidjan devem ser condenados por todos os Africanos que desejam a paz », segundo o líder do Partido Cristão Democrata Sul-Africano (ACDP) , Kenneth Meshoe.

« Os bombardeamentos aéreos do palácio presidencial, da residência presidencial e dos dois quartéis militares pelos helicópteros franceses e onusinos em Abidjan devem ser condenados por todos os Africanos que acreditam numa resolução pacífica dos litígios eleitorais no continente africano », declarou o líder político esta sexta-feira na cidade do Cabo.

Para Meshoe, as perdas de vidas inocentes neste conflito para o poder, no termo duma eleição presidencial contestada na Côte d'Ivoire, teriam sido mínimas, se França e as Nações Unidas, em particular, não se tivessem imiscuido neste diferendo.

A África do Sul é considerada como um apoio ao Presidente cessante Laurent Gbagbo, mesmo depois de a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) , a União Africana (UA) e a ONU terem reconhecido em geral Alassane Ouattara como o vencedor das eleições na Côte d'Ivoire de 28 de Novembro de 2010 e pedido a Gbagbo para lhe entregar o poder.

-0- PANA CU/SEG/NFB/SSB/FK/DD 8abril2011

08 avril 2011 17:26:20




xhtml CSS