Líbios a favor de solução política, testemunha emissário da ONU

Tripoli, Líbia (PANA) - Os partidos políticos na Líbia estão a favor de uma solução política porque todo mundo está cansado de combates, declarou terça-feira em Doha, no Qatar o  enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) na Líbia, Bernardino Leon.

A existência da organização Daech (Estado islâmico) na Líbia suscitou  uma tal solidariedade entre diferentes partes líbias que estas estão determinadas a enfrentá-lo, o que é um bom presságio, regozijou-se Leon, quando discursava à margem do Fórum dos Estados Unidos e do mundo muçulmano.

O enviado especial da ONU na Líbia indicou que a comunidade internacional precisa de uma política internacional mais visível na região, baseada numa melhor compreensão dos fatores regionais e locais.

Declarou que as causas do conflito na Líbia são, para algumas, conflitos inter-tribais e diferenças entre as regiões do leste e do oeste, blocos demográficos e o progresso da civilização.

Porém, sublinhou que as forças na Líbia estão equilibradas e que não há dominadores nem dominados.

Assim sendo, se não se conseguir uma partilha do poder, os conflitos vão continuar durante um período de que ninguém conhece a duração, alertou Leon à margem deste fórum iniciado segunda-feira última com o término previsto para a próxima sexta-feira.

O encontro foi organizado pela Brookings Institution (entidade norte-americana) em colaboração com o Comité Permanente das Conferências no Ministério dos Negócios Estrangeiros do Qatar.

As Nações Unidas patrocinam um diálogo líbio entre várias partes armadas e rivais com o fito de tirar o país da crise política que o afetou negativamente a vários níveis, nomeadamente de económico, social e de segurança.

-0- PANA BY/BEH/DIM/DD 02junho2015

03 juin 2015 09:30:23




xhtml CSS