Leões devoram nove pessoas no Malawi

Lilongwe- Malawi (PANA) -- Uma manada de leões matou mais quatro pessoas em Kasungu, no centro do Malawi, aumentando para nove o número de vítimas dizimadas pelos felinos animais desde o Natal.
O porta-voz da Polícia, George Chikowi, confirmou no fim-de- semana as mortes das últimas pessoas, dizendo que a caça aos leões continua.
"Comandos armados foram espalhados na área", referiu a PANA.
Um membro do governo de Kasungu, Charles Kaliwo, disse que quando os comandos foram alertados das últimas vítimas na noite de quinta-feira, encontraram apenas a perna de uma das presas e quatro poças de sangue.
John Banda, um morador da área, sublinhou que os leões estão a atacar as pessoas e as suas criações a qualquer altura, seja à noite ou durante o dia, acrescentando que os populares vivem com medo tanto mais que as actividades agrícolas foram grandemente afectadas.
"Não vale a pena mais andar em grupos uma vez que os leões parecem não ter medo dos grupos", disse John Banda à PANA em alusão a conselhos divulgados por uma rádio local para que as pessoas andassem em grupos para evitarem ataques.
Acrescentou que as quatro últimas vítimas faziam parte de um grupo de cerca de 12 pessoas, mas ainda assim os leões atacaram- nas.
Apesar das pessoas terem corrido e gritado na tentativa de assustarem os felinos, estes perseguiram-nas e mataram instantaneamente quatro delas.
Guardas florestais acreditam que os leões evadiram-se do Parque Nacional de Kasungu e da Reserva de Nkhota Kota na sequência do roubo dos arames de protecção pelos moradores locais.
Acrescentaram que os leões devem ter ficado sem comida no Parque e na Reserva desde a seca que tornou escasso o capim para o pasto, forçando as suas presas naturais como veados e gazelas a emigrarem para outros locais.
Deste modo, as presas fáceis alternativas para os leões tornaram- se os homens e as suas criações.
O grupo de leões evadiu-se do Parque Nacional de Kasungu e da Reserva de Nkhota Kota nas vésperas do Natal e têm aterrorizado os moradores das áreas e da região de Mzimba.
Entretanto, esforços para neutralizar os leões têm se revelado infrutíferos.

26 Janeiro 2003 13:20:00


xhtml CSS