Laurent Gbagbo pede cessação de hostilidades na Côte d'Ivoire

Abidjan, Côte d’Ivoire (PANA) – O Presidente ivoiriense cessante, Laurent Gbagbo, detido segunda-feira pelas Forças Republicanas da Côte d’Ivoire (FRCI) fíéis ao seu rival e Presidente reconhecido pela comunicado internacional, Alassane Ouattara, lançou um apelo à cessação das hostilidades militares.

Gbagbo, que pronunciava as suas primeiras palavras na Televisão Côte d’Ivoire (TCI)  instituída por Alassane Ouattara, expressou a sua vontade de um cessar-fogo.

« Desejo  a deposição das armas. Devemos entrar na parte civil da crise e concluir”, declarou Gbagbo.

Após quatro meses de crise pós-eleitoral devido à recusa de Gbagbo de admitir a sua derrota na segunda volta das eleições presidenciais de novembro passado, a sua captura e a de alguns dos seus próximos apoiantes augura um final feliz.

O primeiro-ministro de Alassane Dramane Ouattara, Guillaume Soro, solicitou a rendição das forças ainda fiéis a Gbagbo, prometendo não haver caça ao homem.  

Falando à TCI, Soro anunciou uma operação de segurança em Abidjan, capital económica do país.

-0- PANA BAL/AAS/SOC/CCF/TON 11avril2011

11 Abril 2011 21:50:58




xhtml CSS