Kufuor sucede a Sassou Nguesso na presidência da UA

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- O presidente ganense, John Kufuor, foi nomeado por consenso segunda-feira em Addis Abeba à frente da União Africana (UA), revelou o presidente da Comissão da UA, Alpha Oumar Konaré, no termo duma reunião à porta fechada dos chefes de Estado e de Governo da organização panafricana.
De acordo com Konaré, os chefes de Estado e de Governo da UA quiseram magnificar "à sua maneira" o 50º aniversário do Gana.
A nomeação de Kufuor à Presidência da UA encerra o debate alimentado na capital etíope sobre a possibilidade de o Presidente sudanês, Omar el-Béchir, ocupar o posto em conformidade com a promessa feita pelos chefes de Estado e de Governo da organização continental durante a Cimeira da UA realizada em Janeiro de 2006 em Cartum (Sudão).
Por outro lado, o Tchad anunciou a suspensão da sua participação na União Africana se Omar el-Béchir fosse nomeado presidente da organização panafricana.
Muitas delegações africanas mostraram a sua hostilidade à nomeação do Presidente sudanês à frente da União, considerando que a questão de Darfur ainda não encontrou uma solução pacífica.
Esta posição foi defendida pelas organizações dos direitos humanos que lançaram uma campanha contra a eleição de Omar el-Béchir à presidência da União Africana.
Sem dúvida, a questão de Darfur deve ter influenciado esta decisão.
Os chefes de Estados Africanos, confrontados com uma escolha difícil, tiveram de designar o Presidente ganense.
Resta saber a posição que vai adoptar o Sudão, que alguns delegados já preconizam a sua retirada da União Africana "por promessas incumpridas".

30 Janeiro 2007 10:43:00




xhtml CSS