Konaré condena morte de polícia da Missão da UA em Darfur

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- O presidente da Comissão da União Africana (UA), Alpha Oumar Konaré, expressou domingo a sua profunda aflição pela morte dum polícia civil ao serviço da Missão da UA no Sudão (AMIS).
Num comunicado, que não precisa nem o nome nem a nacionalidade da vítima, Konaré condenou este acto criminoso que visou un homem desarmado em patrulha domingo num campo de deslocados em Kassab, no norte de Darfur.
Os polícias civis fazem parte da força da AMIS presente na província ocidental sudanesa de Darfur.
De acordo com o comunicado, o polícia foi abatido por um grupo de criminosos não identificados que roubou igualmente o veículo da AMIS.
Konaré condenou este crime sem precedentes cometido de maneira selvagem, bem como os recentes incidentes similares, sobretudo o rapto e o desaparecimento dum oficial militar e outros ataques contra o pessoal e os bens da AMIS.
Estes novos acontecimentos deverão levar a UA e a comunidade internacional a acelerar os esforços em curso com vista a reunir todas as partes em conflito em Darfur em torno duma mesa para relançar o processo político visando encontrar um acordo de paz global, defendeu.
O presidente da Comissão da UA instou todas as partes e as pessoas deslocadas a cooperar com a AMIS a fim de garantir a segurança aos controladores da paz.
Apelou igualmente ao Governo sudanês a tomar medidas necessárias para encontrar e julgar os autores deste crime hediondo e os raptadores do soldado da AMIS dado como desaparecido desde Dezembro de 2006.
O presidente da Comissão da UA, que prestou homenagem em nome da UA e em seu próprio nome ao polícia pela sua coragem e pelo seu sacrifício supremo para a paz no Sudão, apresentou as suas "vivas condolências" à sua família e ao seu país.

12 Fevereiro 2007 11:04:00




xhtml CSS