Kofi Annan saúda progressos democráticos em África

Banjul- Gâmbia (PANA) -- O Secretário-Geral das Nações Unidas, Kofi Annan, saudou sábado em Banjul, na abertura da sétima cimeira dos chefes de Estado e de governo da União Africana (UA), os progressos realizados em África em matéria de democracia e direitos humanos.
"Finalmente África fez progressos no plano dos direitos humanos", disse Annan, lembrando que se queixava, há nove anos, de alguns líderes africanos que consideravam os direitos humanos como um luxo de países ricos para o qual o continente africano não estava pronto.
De acordo com ele, estas ideias que qualificou de humilhantes para todos os africanos que tinham sede de dignidade, levou-lhe a obrigar África a indiciar os que derrubavam governos eleitos para tomar o poder.
"Desde então, os africanos mostraram que os direitos humanos são direitos africanos e a exclusão dos autores de golpes de Estado é doravante um dos princípios fundamentais da União Africana", indicou Annan, que se congratulou com a existência de um número recorde de países em África onde governos são eleitos democraticamente.
De acordo com estimativas do Banco Mundial em 2002, a percentagem de países da África Subsariana cujos governos saíram de eleições multipartidas é superior à média das outras regiões em desenvolvimento.
Annan congratulou-se igualmente com a organização, a 30 de Julho, na RD Congo de eleições livres e regulares pela primeira vez desde a independência do país em 1960.
"Os burundeses e os liberianos votaram recentemente após anos de conflitos", lembrou Annan, indicando que a presença na cimeira de Banjul da Presidente da Libéria Ellen Johnson Sirleaf é mais eloquente do que um discurso sobre os progressos dos direitos das mulheres.
O Secretário-Geral da ONU saudou igualmente o aumento crescente da taxa de participação nas eleições em África.
Iniciada sábado em Banjul, a sétima cimeira dos chefes de Estado e de governo da União Africana cujo tema geral abrange a integração e a harmonização das Comunidades Económicas Regionais (CER), termina domingo na capital gambiana.

02 Julho 2006 12:03:00




xhtml CSS