Koffi Olomidé entre convite para concertos e ameaças de detenção na Zâmbia

Lusaka, Zâmbia (PANA) – O Programa de concerto do músico congolês Koffi Olomidé em Lusaka e na província zambiana de Copperbelt, a norte desta cidade, apesar de um aviso da sua captura, se desembarcar no país, anunciam promotores do espectáculo.

Koffi Olomidé foi convidado a dar um show de 27 a 28 de julho corrente nas duas cidades supracitadas, segundo o diário estatal, Times of Zambia, desta terça-feira.

Citado pelo jornal, o proprietário do Eastpoint Limited, Tony Likai, organizador do evento, confirmou que o artista congolês atuará como previsto já que o Conselho Nacional de Artes (NAC) o autorizou.

Porém, o Governo zambiano, por intermédio do ministro da Orientação Nacional e Assuntos Religiosos, Godfriadh  Sumaili, e o embaixador da França na Zâmbia, Sylvain Berger, advertem que Olomidé será detido devido a numerosos presumíveis delitos a ele atribuídos.

Sumaili declarou esta semana que o artista não será autorizado a entrar na Zâmbia porque, frisou, é objeto de ações judiciais na França.

"Os concertos vão realizar-se normalmente. Investimos muito dinheiro, somas colossais, neste evento. Se renunciarmos, não será uma boa ideia. Além disso, Olomidé já recebeu a autorização de atuar do Conselho Nacional de Artes”, defendeu Likai.

Koffi Olomide é acusado, desde junho de 2018, de agressão sexual e de sequestro das suas bailarinas, de as ter empregue ilegalmente e facilitado a entrada e a estada irregulares na França das suas vítimas.

Também é acusado de ter agredido, em janeiro de 2013, um fotojornalista freelance, identificado como Jean Ndayisenga, na Zâmbia.

-0- PANA MM/MA/FJG/JSG/FK/DD 17julho2018

17 Julho 2018 14:34:27


xhtml CSS