Kadafi propõe integrar NEPAD na nova Autoridade da UA

Sirtes- Líbia (PANA) -- O líder líbio, Muamar Kadafi, Presidente em exercício da União Africana (UA), propôs a integração da Nova Parceria para o Desenvolvimento Económico de África (NEPAD) na nova Autoridade da organização continental, na abertura da XXI Cimeira do Comité dos Chefes de Estado e de Governo encarregue da aplicação deste programa, em Sirtes, na Líbia, constatou a PANA no local.
"A NEPAD é conhecida no mundo e tem uma base administrativa, um capital de experiências, não é necessário suprimi-la, mas é preciso integrá-la na Autoridade a ser criada", sublinhou o líder líbio.
Esta integração da NEPAD nas estruturas da nova Autoridade resolve, segundo o líder líbio, o seu estatuto jurídico.
Ela será uma componente da Autoridade e terá por missão o comércio externo e a cooperação internacional entre a União Africana e o resto do mundo e neste esquema, proposto pelo líder panafricano, a NEPAD será apenas um Ministério ou um Secretariado.
Segundo o Presidente em exercício da UA, uma Cimeira sobre a NEPAD já não terá a sua razão de ser e "haverá apenas uma única Cimeira da União Africana, sob a direcção duma única Autoridade".
Falando da histórica da NEPAD, ele sublinhou que este programa foi criado quase ao mesmo tempo que a União Africana, o que provocou, segundo ele, a existência de duas estruturas paralelas.
A este propósito, o líder líbio denuncia o domínio dos doadores de fundos que ditaram as suas condições aos Africanos, acusando-os mesmo de terem orquestrado a instalação da sede da NEPAD na África do Sul pois, disse, o seu objectivo era criar uma estrutura paralela à União Africana.
Os chefes de Estado africanos fizeram bicha diante dos doadores de fundos para obter financiamentos, em condições que ele julga "aviltantes".
Ele acrescentou que "Esperámos demais e infelizmente não obtivemos nada deles, é mesmo triste".
Para o líder líbio, é apenas recentemente que os Africanos compreenderam estas manobras e decidiram integrar a NEPAD nas estruturas da UA.
Agora, afirmou, "quem quiser cooperar com a NEPAD deve passar pela União Africana".
Mas esta decisão de integrar a NEPAD na União Africana está confrontada com dificuldades na sua aplicação, na medida em que as suas atribuições e a sua missão não foram precisadas, afirma o Presidente da UA, para quem cabe a esta cimeira resolver definitivamente esta questão.

30 Junho 2009 20:49:00




xhtml CSS