Kadafi empossado presidente em exercício da UA

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- O chefe de Estado líbio, Muamar Kadafi, foi empossado segunda-feira à tarde em Addis Abeba nas funções de presidente em exercício da União Africana (UA) para este ano.
Depois de ter recebido o testemunho das mãos do Presidente cessante, o chefe de Estado tanzaniano Jakaya Kikwete, o líder líbio pronunciou um breve discurso para aceitar o seu emposse.
Kadafi garantiu aos chefes de Estado e de Governo que fará o possível para permitir à UA enfrentar os desafios que interpelam a organização continental, nomadamente o de balizar o terreno para a criação ulterior dos Estados Unidos de África.
Cabe a ele dar uma nova dinâmica à organização após a decisão tomada domingo pelos chefes de Estado e de Governo de transformar a Comissão em Autoridade da UA.
A Autoridade será instalada em Julho próximo, mas cabe ao novo presidente em Exercício encontrar as vias e os meios de tornar esta estrutura operacional até à próxima cimeira ordinária da UA, em Madagáscar.
O líder líbio deverá iniciar discussões com os chefes de Estado e de Governo em Addis Abeba para determinar o papel desta estrutura que deverá funcionar como um Secretariado da UA, as etapas a alcançar ,bem como as atribuições dos ministros.
Ele deverá também pronunciar-se sobre a questão da soberania que não foi abordada nas discussões que permitiram a criação da Autoridade da União Africana.
Os chefes de Estado decidiram apenas que os países guardarão a sua soberania.
A cerimónia oficial de abertura da 12ª Cimeira Ordinária da UA decorreu segunda-feira de manhã na presença de cerca de 25 chefes de Estado africanos.
Várias personalidades estiveram também presentes na cerimónia, como o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e o secretário-geral da Liga Árabe, Amr Moussa.
A 12ª Cimeira, que vai durar um dia, está a decorrer sob o lema "Desenvolvimento das Infraestruturas em África" e vai pronunciar-se sobre a crise financeira global.

02 Fevereiro 2009 13:48:00




xhtml CSS