Kadafi arrasta operadores de cámaras e fotógrafos em Kampala

Kampala- Uganda (PANA) -- O guia líbio Muamar Kadafi deu um pequeno passeio ao longo do Lago Vitória sob aclamações dos ribeirinhos, no final da cerimónia de abertura da 15ª cimeira da União Africana (UA), domingo último em Kampala, constatou-se na capital ugandesa.
Cerca de trinta chefes de Estado e de Governo participaram nas cerimónias de abertura mas nenhum outro arrastou, passeando, tantos operadores de câmaras e fotógrafos como o guia líbio.
A tradicional foto de família dos chefes de Estado e de Governo foi um quebra-cabeça para jornalistas que para filmar e tirar fotos, tiveram que se dar encontrões e enfrentar um imponente dispositivo dos serviços de segurança de uma das celebridades políticas mais populares do continente africano.
Pouco antes da abertura da cimeira, Muamar Kadafi foi acolhido, de maneira especial, por jovens liceanos que, na portaria do Grande Centro de Conferência de Munyonya, ostentavam camisolas com a efícia do guia líbio.
Kadafi é também o único chefe de Estado africano cujas citações e reflexões estavam impressas em bandeirolas dentro do centro de conferência.
Numa das bandeirolas, se podia ler: "O continente africano é rico, no entanto, os seus povos são pobres.
Porque esperar para criar um Governo Panafricano para consolidar as suas potencialidades ?".
Numa outra, estava escrito que "Se todos os recursos hidráulicos do continente fossem explorados judiciosamente, gerar-se-ia eletricidade em quantidade suficiente e exportar- se-ia o excedente, mas isto depende da vontade da África".
Nas imediações de uma mesquita situada dentro da cidade de Kampala, tem um um póster gigante do guia líbio, prova da sua popularidade junto dos Ugandeses.
Esta mesquita é uma doação de Kadafi a esta cidade, soube mais tarde a PANA junto de colegas ugandeses.

26 Julho 2010 20:54:00




xhtml CSS