Junta exclui-se de eleições presidenciais no Níger

Niamey- Níger (PANA) -- Nenhum membro do Conselho Supremo para a Restauração da Democracia (CSRD) ou do Governo de Transição poderá candidatar-se às próximas eleições no Níger, anunciou domingo o chefe da Junta, o chefe de Esquadrão Salou Djibo, numa mensagem à nação.
Segundo ele, o CSRD assumiu este engajamento de rejeitar a candidatura às próximas eleições "para assegurar uma condução serena e imparcial desta transição".
"A nossa única ambição é acompanhar o regresso à democracia na nossa cara pátria.
A época dos regimes autocráticos acabou neste país que apenas tem como vocação ser democrática", sublinhou o líder da Junta na sua primeira mensagem endereçada aos seus compatriotas desde a tomada do poder a 18 de Fevereiro de 2010.
O CSRD derrubou o Presidente Mamadou Tandja após uma crise política agudizada pelo referendo constitucional de Agosto de 2009 que permitiu ao chefe de Estado nigerino prolongar o seu reinado depois de dois mandatos legais de cinco anos que terminaram em Dezembro passado.

01 Março 2010 10:02:00


xhtml CSS