Julgamento em recurso de Jean-Pierre Bemba a 8 de junho no TPI

Kinshasa, República Democrática do Congo (PANA) - O Tribunal Penal Internacional (TPI) inicia esta sexta-feira uma sessão, em Haia (Países Baixos), de julgamento dos recursos interpostos pela procuradora e por Jean-Pierre Bemba depois da condenação deste último, em 2016, a 18 anos de prisão em primeira instância, soube-se de fonte das Nações Unidas em Kinshasa.  

Em 2016, Bemba foi condenado, como um comandante militar, por crimes contra a humanidade e crimes de guerra (homicídio, violação sexual e pilhagem) cometidos na República Centroafricana (RCA) entre outubro de 2002 e março de 2003, segundo Joseph Makamba, porta-voz da equipa local das Nações Unidas na República Democrática do Congo (RDC).

Presidente do Movimento de Libertação do Congo (MLC), um dos maiores partidos políticos da RD Congo, Bemba, na altura Vice-Presidente da República, e candidato derrotado às presidenciais de 2006, enviou seus elementos à RCA para socorrer o então regime do Presidente Ange Félix Patassé, ameaçado pelo general François Bozizé em 2002.

Foi detido em Bruxelas (Bélgica) a 24 de maio de 2008 na sequência dum mandado de captura internacional emitido um dia antes pelo TPI, pelos mesmos crimes cometidos durante  incursões das suas tropas na RCA, tendo sido transferido para Haia a 3 de julho de 2008.

-0- PANA KON/BEH/IBA/DIM/DD 07junho2018

07 Junho 2018 10:00:29


xhtml CSS