Jovens na África do Sul saúdam viagem espacial de primeiro negro sul-africano

Cidade do Cabo, África do Sul (PANA) – A Liga da Juventude do Congresso Nacional Africano (ANC), partido no poder na África do Sul, congratulou-se com a proeza de Mandla Maseko que se tornou no primeiro Sul-Africano negro a viajar no espaço.

"A Liga da Juventude gostaria, por isso, de festejar e cantar louvores para o primeiro negro sul-africano pronto para desafiar as leis da física e da gravidade", declara a Liga num comunicado.

O adolescente sul-africano de 25 anos de idade, residente em Pretória, a capital sul-africana, faz parte dos 23 laureados retidos num concurso designado Unilever realizado no centro espacial Apollo.

Maseko, que está a seguir uma formação de apresentador de rádio no espaço, realizará a sua expedição espacial em 2015 a partir do estacionamento da corporação para a expedição espacial baseada em Florida, nos Estados Unidos, a bordo de uma aeronave espacial de marca XCOR Lynx Aéro-Space.

Ele faz parte dos três Sul-Africanos retidos de uma categoria de 85 mil esperanças para representar o seu país.

Participou assim vitoriosamente no início deste mês numa competição internacional de mais de 100 candidatos no campo espacial de Orlando, em Florida.

As provas do concurso eram compostas, entre outros, por matérias como o paraquedismo, a formação militar, o lançamento de foguetes, a construção de aeronaves espaciais e um teste de aptidão escrito.

Entre os membros do jurí figurava o astronauta Buzz Aldrin, segundo Americano a andar na lua depois de Neil Amstrong.

Maseko será o segundo Sul-Africano a ir para o espaço depois de Mark Shuttleworth, o bilionário originário da Cidade do Cabo, em 2002, que pagou 20 milhões de dólares para reservar um lugar num veículo russo, Soyouz, e passou oito dias a navegar no espaço depois de sair do centro espacial internacional.

-0- PANA CU/SEG/BAD/AAS/SOC/CJB/DD    27dez2013

27 Dezembro 2013 17:26:37


xhtml CSS