Jovens Patriotas celebram incidentes de 2004 na Côte d'Ivoire

Abidjan- Côte d'Ivoire (PANA) -- O movimento dos chamados "Jovens Patriotas" que congrega várias associações e organizações juvenis próximas do Presidente ivoiriense Laurent Gbagbo, comemorou terça-feira em Abidjan o aniversário dos graves incidentes de 6 a 8 de Novembro de 2004 que fizeram oficialmente 64 mortos.
Estes incidentes opuseram os Jovens Patriotas aos militares franceses da Força Licorne.
O acto da comemoração teve lugar na presença da esposa do chefe de Estado ivoiriense, Simone Ehivet Gbagbo, congregando cerca de dois mil jovens aliados num novo órgão baptizado por "Coligação dos Resistentes da Côte d'Ivoire (ONARECI).
Os jovens membros da ONARECI, dirigida pelo secretário-geral da Federação dos Estudantes e Alunos da Côte d'Ivoire (FESCI), ocuparam durante horas a esplanada de um grande hotel da capital económica ivoiriense onde ocorreram precisamente aqueles eventos sangrentos.
"Vim vestida de branco e preto.
Na minha família, é a roupa de tirar o luto.
Isto significa que o período do luto acabou.
Hoje mesmo, devemos sair do luto e mobilizarmo-nos para criar na nossa Côte d'Ivoire um futuro de paz", declarou na ocasião Simone Gbagbo.
Os sangrentos confrontos entre os Jovens Patriotas e a Força Licorne seguiram-se à destruição pelo Exército francês da frota aérea governamental que, durante a operação "Dignidade" iniciada a 4 do mesmo mês bombardeou uma base militar francesa em Bouaké, no centro do país, matando nove soldados da Licorne.

09 Novembro 2005 19:07:00




xhtml CSS