Jornalistas pagam caução para libertação de colega gambiano

Banjul- Gâmbia (PANA) -- O Sindicato da Imprensa Gambiana (GPU) pagou quarta-feira uma caução de 50 mil dalasis (mil e 850 dólares americanos) para obter a libertação do jornalista Lamine Fatty, declarou o presidente da organização, Madi Ceesay.
O jornalista do semanário "The Independent" foi acusado de difamação e condenado terça-feira a um ano de prisão por faltar de pagamento duma multa de 50 mil dalasis, a moeda local, equivalente em mil e 850 dólares americanos.
Os responsáveis do GPU, acompanhados de vários outros jornalistas, deslocaram-se quarta-feira à prisão sob escolta policial para acolher o seu colega e levá-lo à sua casa em Serre Kunda.
O presidente do GPU considerou que a condenação do jornalista "suja a imagem do país".

07 Junho 2007 13:45:00




xhtml CSS