Jornalistas malianos condenados por ofensa ao Presidente

Bamako- Mali (PANA) -- O jornalista maliano Seydina Oumar Diarra, detido por ter publicado um artigo sobre uma amante fictícia dum Presidente, foi condenado a 13 dias de prisão e ao pagamento de 100 mil francos CFA (206 dólares americanos) de multa por ofensa ao chefe de Estado, soube terça-feira a PANA de fonte judicial.
A detenção preventiva cobre a pena que o jornalista Seydina Diarra cumpre desde o seu encarceramento a 14 de Junho último em Bamako pela publicação dum artigo baseado no tema duma redacção escolar intitulado "A Amante do Presidente".
O Tribunal Correccional de Bamako condenou igualmente o autor da ficção e professor dum liceu da capital maliana, identificado como Bassirou Kasim Minta, a dois meses de prisão e 100 mil francos CFA de multa.
Bassirou Kassim Minta detido a 14 de Junho último com Seydina Diarra por "ofensa ao chefe de Estado" foi proibido de exercer a sua função de professor para sempre.
Quatro outros jornalistas directores de diários privados malianos, acusados de "cumplicidade de ofensa ao chefe de Estado por fornecimento de meio", foram condenados com penas suspensas.
Sambi Touré do "Info-Matin" foi condenado a oito meses de prisão com pena suspensa e 200 mil francos CFA (413 mil dólares americanos) de multa, enquanto Hamèye Cissé do semanário "Le Scorpion", Alexis Kalembiry do diário "Les Echos" e Birama Fall do "Le Républicain" foram sentenciados a quatro meses de prisão com pena suspensa e 200 mil francos CFA de multa (413 mil dólares americanos).
O artigo incriminado relata um tema de redacção que o professor de Letras Bassirou Minta deu aos seus alunos para denunciar a "sexualidade divagante do Presidente" duma República imaginária.
Depois destas detenções, quatro jornalistas e directores reproduziram nas suas colunas o mesmo artigo, tendo sido detidos por cumplicidade de ofensa ao chefe de Estado.
Várias organizações de imprensa no Mali, em África e no mundo condenaram vivamente estas detenções qualificadas de recuo à liberdade da imprensa e apelaram para a libertaração dos jornalistas encarcerados.

27 Junho 2007 11:01:00




xhtml CSS