Jornalistas levados à prisão central de Kinshasa por ofensa ao chefe do Estado

Kinshasa- RD Congo (PANA) -- Dois jornalistas dum bi-semanário cingolês, Interprète, foram transferidos segunda-feira para o Centro de Prevenção e Reeducação de Kinshasa (CPRK), a prisão central da capital do país, após três meses de detenção numa cela dos serviços de segurança do Estado.
Esta informação foi prestada segunda-feira por uma Organização Nâo Governamental (ONG) congolesa de defesa da imprensa, designada Jornalista em Perigo (JED), na capital congolesa.
Trata-se dos jornalistas Nsimba Embete Ponte, director deste bi-semanário, e de Davin Ntondo, seu colaborador, de acordo com a fonte.
Os dois indivíduos estavam a ser perseguidos por "ofensa ao chefe do Estado (Joseph Kabila), entre outras acusações, na sequência de uma série de artigos publicados em Fevereiro último sobre o estado de saúde do Presidente da República, indicou JEP.

09 Junho 2008 19:16:00




xhtml CSS