Jornalistas julgados por artigo ligado às férias de Presidente Wade

Dakar- Senegal (PANA) -- Três jornalistas do diário senegalês privado Le Quotidien foram ouvidos pela Divisão das Investigações Criminais (DIC) depois da publicação por este jornal dum artigo relativo às férias "onerosas" na Suíça e em França do Presidente Abdoulaye Wade, noticiou no fim-de-semana a rádio privada RFM.
Trata-se de Soro Diop do serviço político do jornal, de Aminata Diop, coordenadora do jornal e de Mohamed Gueye, do serviço económico do Le Quotidien.
Na sua publicação de quinta-feira passada, o diário escreveu que as férias do Presidente Wade "já custaram 750 milhões de francos CFA (cerca de um milhão e 640 mil dólares americanos) ao contribuinte senegalês".
"As férias do Presidente da República e da sua comitiva vão custar literalmente caro ao país, numa altura em que estamos a contar os nossos dinheiros por causa da crise económica", comentou o jornal, indicando ainda os números de quartos de hotel ocupados pelo Presidente e pela sua delegação.

30 Agosto 2009 15:56:00




xhtml CSS