Jornalista ruandês queixa-se de novas ameaças telefónicas

Kiagali- Raunda (PANA) -- O director do bimensário ruandês "Umuvugizi", Jean Bosco Gasasira, afirmou quinta-feira estar a ser alvo de novas ameaças telefónicas por parte de "forças ocultas" que o acusam de ter colocado ao Presidente ruandês, Paul Kagame, uma pergunta considerada "tendenciosa" durante uma conferência de imprensa em Kigali, a capital ruandesa.
Em Fevereiro do ano passado, Jean-Bosco Gasasira foi severamente agredido e passou vários dias em coma no Hospital Real Faycal de Kigali.
Durante uma conferência de imprensa realizada a 11 de Fevereiro último, o jornalista perguntou ao Presidente Kagame das razões da recusa do acesso a dois correspondentes de jornais ugandeses, expulsos brutalmente da sala.
"A partir daquele dia, sou alvo de ameaças telefónicas, e indivíduos armados a bordo de viaturas sem matrícula seguem os meus movimentos na cidade", explicou Gasasira.
"Desde quarta-feira última prometem montar uma emboscada para me agredir, pois, dizem não ter a intenção de me assassinar"

14 Fevereiro 2008 21:11:00




xhtml CSS