Jornalista mauritano libertado após 5 anos de detenção

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- O director do jornal mauritano "Al Aqsa", Abdel Fettah Ould Abeidna, saiu segunda-feira à tarde em liberdade provisória após cinco anos de detenção em Nouakchott por difamação contra um empresário local, soube-se terça-feira de fontes judiciais.
O jornalista escreveu um artigo que envolve o empresário Mohamed Ould Bouamatou num caso de tráfico de droga.
A organização francesa de defesa da liberdade de imprensa Repórteres Sem Fronteiras (RSF) denunciou, na altura, a detenção do jornalista e pediu a sua libertação imediata.

29 Maio 2007 09:18:00




xhtml CSS