Jornalista gambiano condenado por publicar falsas notícias

Banjul- Gâmbia (PANA) -- Um jornalista gambiano, Lamine Fatty, foi condenado terça-feira em Serre Kunda a um ano de prisão por não ter pago uma multa de 50 mil dalasis (cerca de mil e 850 dólares americanos) por publicação de falsas notícias.
O veredicto acontece após 12 meses de processo judicial do jornalista que trabalha para o semanário Independant Newspaper proíbido de publicação há um ano.
Fatty tinha establecido uma ligação entre um ex-ministro gambiano do Interior e o director dos serviços de segurança, Samba Bah, e o golpe de Estado abortado em Março do ano passado na Gâmbia.
Embora Bah não tivesse provessado o jornalista, o procurador da República, Momodou Mballow, requereu sanções contra ele e mandou encerrar o semanário para qual trabalha.
Mas o advogado do réu, Lamine Camara, pediu a absolvição do seu cliente, estimando que a parte queixosa não deu provas das suas acusações.

05 Junho 2007 21:20:00




xhtml CSS