Jornalista agredido por guardas de primeiro-ministro da Mauritânia

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- A Alta Autoridade da Imprensa e Audiovisual (HAPA) da Mauritânia condenou sábado "a agressão física" contra o jornalista de Rádio Mauritânia Mohamed Mahmoud Ould Moghdad, pr!tagonizada quinta-feira em Nouakchott por membros da guarda do primeiro-ministro.
Num comunicado divulgado em Nouakchott, a organização sublinha ter sido informada "com consternação" desta agressão ocorrida durante uma visita do primeiro-ministro ao Ministério da Saúde.
A HAPA diz "que nenhuma circunstância deve justificar o recurso à força física contra um jornalista no exercício das suas funções" e "condena vigorosamente" este acto "inaceitável".
Ela "apela às autoridades públicas para instaurar investigações necessárias para encontrar e punir os responsáveis desta agressão".

19 Agosto 2007 14:11:00




xhtml CSS