Jornal mauritano convida Ouatarra a trabalhar com todas forças políticas da Côte d'Ivoire

Nouakchott, Mauritânia (PANA) -  Um semanário mauritano,  Le Calame, convencido da retirada iminente de Laurent Gbagbo do poder, instou , num artigo divulgado terça-feira , sob o título "A CEDEAO ameaça utilizar a força para desalojar Gbagbo: uma viragem", convida o Presidente eleito da Côte d'Ivoire, Alassane Dramane Ouattara, a trabalhar com todas as forças políticas da Côte d'Ivoire "para reconciliar os seus compatriotas".

O jornal mauritano baseia a certeza da partida de Laurent Gbagbo no fato  de que uma solução "à semelhança do Quénia ou do Zimbabue"  não é imaginável num contexto ivoiriense onde dois Exércitos se fazem face".

Também, a manutenção do chefe de Estado derrotado durante a segunda volta das eleições presidenciais de 28 de Novembro de 2010  "conduziria inevitavelmente a uma guerra civil desastrosa para o país e toda a sub-região oeste-africana, tendo em conta o peso económico deste último".

O jornal, que analisa a situação do país sem Laurent Gbagbo no poder, afirma  que, "além do episódio doloroso que se seguiu a um escrutíno, no entanto, livre, transparente e democrático, o Presidente eleito, Alassane Ouattara porta-estandarte da  Coligação dos Houphouetistas para a Democracia e Paz (RHDP) "poderá ter uma reação decisiva".

O Le Calame baseia as suas reflexões no fato de  que a eventual e inelutável instalação de Alassane Ouattara na magistratura suprema não basta para libertar  de todos os demónios um país destruído que merece reconstituir a sua unidade.

-0- PANA SAS/SSB/FK/DD 28Dez2010

28 Dezembro 2010 16:38:34




xhtml CSS