Jornal marroquino multado em cerca de 545 mil euros por difamação

Rabat- Marrocos (PANA) -- O director do jornal privado marroquino "Al Massae" (Le Soir), Rachid Ninny, foi condenado quinta-feira pelo Tribunal de Apelação de Rabat a pagar seis milhões de dirhams (cerca de 545 mil euros) de "perdas e danos" por difamação, soube a PANA de fontes judiciais.
Em Fevereiro passado, quatro substitutos do Procurador do rei junto do Tribunal de Primeira Instância da cidade de Ksar El Bébir (norte) apresentaram uma queixa contra Ninny que, sem o nomear, qualificou de "homossexual" um dos quatro queixosos.
Os quatros substitutos do Procurador consideram que foram vítimas de "difamação".
Este caso, julgado em Março passado em primeira instância em Rabat, remonta à publicação pelo Al Massae de artigos sobre uma festa privada organizada em Novembro de 2007 em Ksar El Kébir, que seria um "casamento gay".
O Tribunal de Apelação de Tanger condenou em Janeiro passado sete pessoas que participaram na dita festa a penas de 4 a 10 meses de prisão por delitos de "perversão sexual e comércio ilegal de álcool".

31 Outubro 2008 11:43:00




xhtml CSS