Japão apoia assento permanente de África no CS da ONU

Abuja- Nigéria (PANA) -- O Japão expressou domingo o seu forte apoio aos esforços de África para obter  pelo menos um assento permanente num Conselho de Segurança alargado das Nações Unidas.
De acordo com o primeiro-ministro nipónico, Junichiro Koizumi, o Japão considera que África deve estar representada por um assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas, estabelecido antes da independência de vários países africanos.
Numa mensagem dirigida à cimeira da União Africana aberta domingo em Abuja, na Nigéria, Koizumi declara ser crucial para o Japão expandir as categorias permanentes e não-permanentes do Conselho de Segurança, para incluir os países desenvolvidos e sub- desenvolvidos.
O Japão pretende igualmente reforçar a sua cooperação com a União Africana, em reconhecimento da sua "importância crescente", acrescentou.
De acordo com o primeiro ministro, o seu país está a fazer esforços constantes para promover a cooperação com África através do processo da Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento de África (TICAD) durante mais de 10 anos.
Para Koizumi, 2005 será um ano importante para África "porque o continente vai receber uma significativa atenção internacional durante a Cimeira do G8 de Gleneagles, em Julho, e na conferência de alto nível sobre a Declaração do Milénio, em Setembro próximo, em outras ocasiões.

31 Janeiro 2005 16:36:00




xhtml CSS