Homens armados matam jornalista na Somália

Mogadíscio- Somália (PANA) -- Um jornalista de uma rádio somali, Abdulahi Mohamed Kheyr, foi morto a tiro no fim-de-semana por homens armados em Baidoa, no sudoeste do país.
Segundo fontes da PANA, Abdulahi Kheyr foi morto pelos homens armados quando se dirigia ao Aeroporto de Baidoa na companhia de amigos.
O móbil do crime ainda é desconhecido.
Mortes do género têm sido comuns na Somália, que mudou bruscamente desde o derrube do regime militar do falecido Siad Barre em 1991.
A morte do jornalista foi condenada veementemente por organizações somalis, tendo o Dr.
Kassim Moge, da organização dos direitos humanos de Isha, defendido a necessidade urgente de se desarmar as milícias no país.
Kassim Moge referiu que a Somália iria continuar a perder maõ-de- obra qualificada e personalidades proeminentes, se o governo de transição não conseguir parar a violência.

27 Janeiro 2003 17:12:00




xhtml CSS